CABO FRIO ABRE CENTRAL DE SERVIÇOS TURÍSTICOS

AGENDA DE FUTURO: ALERJ DEBATE PROPOSTAS E DESAFIOS PARA O RIO NOS PRÓXIMOS ANOS
18 de dezembro de 2018
RÉVEILLON DO RIO
24 de dezembro de 2018

Todos os serviços turísticos no mesmo lugar. Os turistas que vão passar o verão em Cabo Frio poderão comprar passeios, passagens de ônibus, pedir informações sobre atrativos e ter todo o apoio que precisar na Central de Serviços Turísticos (CST). O primeiro posto começa a funcionar dia 29 no Shopping Park Lagos e os demais logo no começo do ano nos Aeroportos do Galeão e de Cabo Frio, no Peró, na Praia do Forte e na Rua dos Biquínis. A iniciativa é do Cabo Frio Convention Bureau, que conta com 170 associados entre hotéis, restaurantes, concessionárias, etc.

Nos postos do CST, os turistas poderão comprar passeios de barco, de troller; ter indicações sobre trilhas e esportes radicais; comprar passagens da Viação 1001 para várias partes do Rio e de São Paulo; fazer reservas em hotéis; e, obter informações sobre os melhores restaurantes. Um posto já está funcionando no Peró, no Container Market, mas ainda não está interligado ao sistema do CST, o que vai acontecer nos primeiros dias de 2019.

— Nos postos do CST, os turistas terão todos os serviços turísticos e informações com total segurança. Funcionários qualificados estarão prontos a prestar todo o apoio que precisarem – garantiu a presidente do Convention Bureau de Cabo Frio, Maria Inês Oliveiros.

Em reunião com o prefeito Adriano Moreno, representantes do trade turístico de Cabo Frio foram informados que, devido à crise financeira, a cidade não terá queima de fogos neste ano no réveillon, mas haverá um espetáculo de fogos de artifício no Forte São Matheus, além de shows com bandas locais no palco que será montado na praia.

— A principal preocupação é com o ordenamento da cidade nos dias em que Cabo Frio recebe milhares de visitantes. O prefeito nos garantiu que todos os serviços essenciais serão mantidos, com reforço, para garantia da ordem pública – disse Maria Inês.

PRAIA DO PERÓ

Na Praia do Peró, os hotéis estão programando festas de réveillon, mas também não haverá queima de fogos em balsas. Pela primeira vez, graças ao projeto Bandeira Azul, a orla estará livre para pedestres e ciclistas, pois a circulação de carros foi proibida. A maior preocupação dos moradores, veranistas e hoteleiros é com a mobilidade urbana, que depende da presença de guardas municipais e da Polícia Militar.

— Sem a fiscalização da Guarda Municipal e apoio da PM, o trânsito dá um nó devido aos estacionamentos irregulares. Os ônibus, caminhões de coleta de lixo e veículos de socorro urgente não conseguem entrar e sair do Peró – advertiu o corretor de imóveis Jorge Murilo de Oliveira, do movimento Amigos do Peró.

O Hotel Paradiso do Peró, que tem 56 unidades em funcionamento, programou um réveillon especial com DJs e possível queima de fogos. Será o primeiro réveillon do hotel, que fica na orla da praia e é um dos mais procurados de Cabo Frio devido à qualidade dos serviços e por estar no trecho certificado pela Bandeira Azul.

— A procura por reservas tem sido muito boa. Até outubro, a maioria dos hóspedes vinha do Rio de Janeiro, mas nos últimos 60 dias os paulistas, principalmente da cidade de Campinas e arredores, lideram as reservas. Uma agente de viagens chegou a nos procurar para saber por que os paulistas só estavam procurando Cabo Frio. Acredito que a Bandeira Azul tenha dado uma divulgação positiva à nossa cidade – informou o gerente Márcio Nascimento.

CENTRAL DE SERVIÇOS TURÍSTICOS – PRAIA DO PERÓ

Os comentários estão encerrados.