CONCERTO LEMBRA EM CABO FRIO A TRAGÉDIA DE MARIANA

NOVA FRIBURGO CVB REALIZA REUNIÃO COM ASSOCIADOS
27 de outubro de 2017
VIA LAGOS RECEBE PONTUAÇÃO MÁXIMA NA PESQUISA CNT 2017
10 de novembro de 2017

Música clássica e rock no feriadão. Os turistas que forem passar o feriadão de Finados na Região dos Lagos poderão assistir, no domingo, a um concerto com os maiores nomes da música clássica brasileira. Eles vão tocar no largo junto ao Forte São Mateus, na Praia do Forte, em Cabo Frio, em memória às vítimas do desastre ambiental da Samarco, ocorrido em 5 de novembro de 2015, em Bento Rodrigues, distrito de Mariana, em Minas Gerais. Dois aviões vão lançar pétalas de rosa. O concerto, promovido pelo ambientalista Ernesto Galiotto, começa às 9h30m com entrada franca.

A tragédia provocou a morte de 19 pessoas e contaminou o Rio Doce, que deságua no Espírito Santo. O rastro de destruição foi tema do documentário “O Vale das Lágrimas Vermelhas”, produzido por Galiotto, que mora em Cabo Frio, onde já realizou 123 projetos culturais voltados para a música clássica com foco também na preservação do meio ambiente. O concerto de sábado conta com o apoio logístico da Secretaria Municipal de Cultura. As pétalas de rosa serão lançadas dos dois monomotores que pertencem ao ambientalista e que foram usados na produção do documentário:

— Um avião vai lançar rosas murchas num protesto contra as autoridades que liberam licenças ambientais sem os devidos cuidados com o meio ambiente. O outro lançará rosas vermelhas em memória às vítimas do desastre – disse o ambientalista.

Vão participar do concerto os músicos Mauro Senise (flauta/saxafone), David Chew (cello), Gilson Peranzzetta (piano), Fernanda Canaud (piano), Blas Rivera (piano e saxafone) e Michele Barsand (soprano). A banda Natividade, de Regência (ES), na foz do Rio Doce, vai se apresentar manifestando o repúdio à poluição do Rio Doce.

No sábado, dia 4, em comemoração aos 30 anos da Galiotto Artes, os músicos se apresentam no Largo da Passagem, na residência de Ernesto Galiotto, com transmissão ao vivo num telão a partir das 20h. Às 22h, numa programação independente, a banda Faixa Etária toca os grandes clássicos do rock, também no Largo da Passagem, no Dream Land Pub, onde também será lembrado o acidente com a avalanche de lama tóxica que percorreu 663 Kms de cursos d água e arrasou 39 municípios de Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo.

— Eventos deste porte qualificam o turismo na Região dos Lagos — afirmou o presidente da Federação de Convention & Visitors Bureau do Estado do Rio, Marco Navega.

MEIO AMBIENTE

O concerto de domingo é o projeto de número 124 organizado pelo empresário e ambientalista Ernesto Galiotto, gaúcho de Flores da Cunha. Tudo começou em 1987, com o I Concerto de Abertura de Verão, com a Orquestra Sinfônica Brasileira, sob a regência do Maestro Isaac Karabtchevsky, estreando a Galiotto Artes Promoção e Lazer Ltda.

Além de concertos, a Galiotto Artes é responsável pela restauração de vários prédios históricos na Região dos Lagos, como o Convento de N. S. dos Anjos (Cabo Frio), Igreja de Santana (Búzios) e carruagem da Casa de Casimiro de Abreu, entre outros. Com suas aeronaves, produziu mais de 80 mil fotografias na fiscalização de crimes ambientais na Região dos Lagos, onde criou o Parque da Preguiça. Ele também criou o Espaço Cultural Érico Veríssimo, em Unamar, distrito de Cabo Frio. Em abril e maio de 2014 fez o Inventário do Rio São Francisco através de imagens e fotos aéreas: “Mico Leão Voador Em Ação no Velho Chico”.

Os comentários estão encerrados.