JÚRI NACIONAL APROVA A BANDEIRA AZUL DO PERÓ

CHARITAS TEM ESTADUAL DE PESCA NO DOMINGO
29 de junho de 2018
ARRAIÁ DE MARICÁ MOVIMENTA O TURISMO NA CIDADE
5 de julho de 2018

O júri nacional do projeto Bandeira Azul aprovou, na manhã desta terça-feira 03/07, a certificação para que a Praia do Peró, em Cabo Frio, possa hastear a bandeia – um selo internacional de qualidade – no verão 2018/2019. O júri é formado por representantes do Ministérios do Turismo, do Meio Ambiente, das Cidades e do Serviço de Patrimônio da União.  A Praia do Peró poderá ser a segunda do estado a ter a Bandeira Azul. A primeira é a Prainha, no Rio.

—  O júri tomou a decisão com base no relatório de vistoria feita há um mês na Praia do Peró. É uma excelente notícia para a cidade – comemorou o coordenador de Meio Ambiente de Cabo Frio, Eduardo Pimenta.

Segundo um dos coordenadores do projeto Bandeira Azul, Carlos Magno, o júri internacional se reúne em setembro em Copenhagen e o resultado final será divulgado em outubro.  Serão analisadas 9 praias, 5 marinas e uma embarcação de turismo sustentável. A Marina Costabella, em Angra dos Reis, também é candidata.

— Na etapa internacional, os jurados basicamente confirmam a decisão do júri nacional. Ainda há muito que fazer, mas tudo caminha para que a Bandeira Azul seja hasteada no Peró em dezembro deste ano. É uma conquista de todos, inclusive da comunidade – disse Magno.

O futuro Secretário de Meio Ambiente de Cabo Frio, Mário Flávio Moreira, disse que o futuro prefeito, Adriano Moreno, que toma posse dia 16, assegurou total apoio ao projeto Bandeira Azul:

— Esta notícia da aprovação do júri nacional é extraordinária – festejou.

A busca pela conquista da Bandeira Azul começou há três anos, quando representantes do movimento Amigos do Peró se reuniram, no Rio, com a coordenadora nacional do Projeto Bandeira Azul, Leana Bernardi. Ela avaliou os 7,2 km da praia, das Conchas ao Pontal, e definiu o trecho urbano, de 1 km, para a candidatura da Bandeira Azul.

O projeto foi levado à prefeitura e contou com o apoio do então Secretário de Meio Ambiente, Jailton Carvalho. Após a primeira vistoria no local, solicitada pela prefeitura de Cabo Frio. A candidatura foi aprovada. Na administração seguinte, foi formada uma comissão para coordenar o projeto. Foram feitas várias ações que culminaram com o Dia dos Mares Limpos, no último sábado, com a participação de milhares de voluntários.

— A Bandeira Azul vai qualificar o turismo não somente em Cabo Frio como em toda a Região dos Lagos – previu Maria Inês Oliveros, presidente do Convention Bureau de Cabo Frio.

Os comentários estão encerrados.