PERÓ PODE HASTEAR NOVAMENTE A BANDEIRA AZUL EM 13 DE NOVEMBRO

SALÃO DO TURISMO REGISTRA NÚMEROS SIGNIFICATIVOS DURANTE OS QUATRO DIAS
27 de agosto de 2019
MOTOCICLISTAS SE ENCONTRAM NO PARQUE ALDEIA DAS ÁGUAS
5 de setembro de 2019

A Bandeira Azul poderá ser hasteada pela segunda vez na Praia do Peró, em Cabo Frio, no dia 13 de novembro. A informação foi dada aos integrantes do Conselho Gestor do programa durante reunião convocada pela coordenação local do projeto Bandeira Azul. O hasteamento, contudo, depende da aprovação do Júri internacional, que se reúne em Copenhague em outubro. Antes, disso, a coordenadora nacional da Bandeira Azul, Leana Bernardi, fará uma visita de inspeção à Praia do Peró.

O júri nacional aprovou o novo hasteamento em novembro a pedido da Prefeitura de Cabo Frio, que não conseguiu, como prometera, realizar as obras necessárias para atender as exigências da coordenação do programa. A principal delas é em relação ao saneamento básico da orla (esgotamento sanitário dos quiosques). O mais provável é que o certificado seja renovado mais uma vez de forma provisória (apenas para a temporada 2019/2020). A Prefeitura garante que as obras, orçadas em R$ 2 milhões) sejam iniciadas de fato em março de 2020.

Enquanto as obras não começam, ficou acordado que os quiosques (que serão substituídos por outros padronizados construídos em alvenaria) vão passar por serviços de manutenção, que inclui pintura padrão. Como fora sugerido há anos pelos Amigos do Peró, os muros de terrenos baldios da orla serão grafitados por artistas locais. Foi pedido apoio ao canil municipal para resolver o problema dos cães abandonados nas praias do Peró e nas Conchas.

Os Amigos do Peró, que buscaram a certificação internacional, foram representados na reunião pela empresária Marta Rocha e pelo biólogo Octávio Menezes. Eles lembraram que até hoje o movimento não conseguiu a audiência solicitada ao prefeito Adriano Moreno em 21 de julho para discutir o cronograma do projeto Bandeira Azul e outras carências do bairro:

— A questão do acesso precário é a principal. Não se pode vender um rico produto turístico, como é uma praia com Bandeira Azul, com os acessos em condições precárias e sem sinalização. Precisamos com urgência melhorar o acesso atual e construir outro, através da Estrada do Nelore. Temos preocupação também com a grave questão do saneamento básico que precisamos levar ao prefeito, que assumiu compromissos com o Peró na campanha eleitoral – disse Octávio Menezes.

Os Amigos do Peró pediram ao presidente da Comissão de Turismo da Alerj, deputado Welberth Rezende, que ajude o município, através do governo estadual, a melhorar o acesso e a segurança na zona turística do Peró. Ao INEA, foi solicitado o manejo, sinalização e regularização das trilhas do Morro do Vigia e do Pontal do Peró/Búzios, no Parque Estadual da Costa do Sol. No café da manhã desta sexta-feira, foi pedida a intensificação do policiamento do 25º BPM na orla do Peró e nas zonas turísticas.

A Bandeira Azul poderá ser novamente hasteada no Peró em novembro.Foto de Leonardo Monteiro.

Os comentários estão encerrados.